Poesia da Maturidade

Por : Aguineri Publicado em 1 de junho de 2013 e Atualizado em 8 de abril de 2014 Cultura

rafa-com-bracos-abertos

 

A vida se transforma dentro e fora de mim;
Assim como os dentes de leite se tornam marfim.
Com o tempo, aos poucos, alvos fios conquistei,
Para que em minha cabeça existissem lembranças das montanhas que escalei.

Peço a Deus que me livre da rabugice
De as mesmas coisas sempre falar.
Quero mais é me livrar das tolices,
Pois tenho muito o que aproveitar!

E hoje, já com muito caminho trilhado
Compreendo que não foi apenas o suor e o cansaço que me fizeram ser quem sou,
Pois de nada vale o diamante lapidado
Sem o sorriso de quem o amou.

(Rhodys R. Sigrist)

%d blogueiros gostam disto: