Aos 95 anos, um novo projeto

Por: Maria Eduarda Cota / Foto: Reprodução TV PUC

A professora Cleonice Berardinelli, conhecida como Dona Cléo, lançou, no dia 26 de julho, na Academia Brasileira de Letras (ABL), o livro Gil Vicente: Autos. A obra reúne 17 autos do poeta e dramaturgo Gil Vicente, considerado o pai do teatro português, e um conjunto de ensaios da professora sobre o estilo vicentino. Além da leitura dos próprios autos, que foram editados e vêm acompanhados de um glossário para facilitar a leitura, o formato permite o entendimento do contexto histórico e literário do período em que a obra foi criada.

Aos 95 anos, a professora, que ocupa a cadeira nº8 da ABL, é a maior especialista em literatura portuguesa do Brasil. O livro reúne estudos para os quais ela se dedica há mais de cinco décadas. A publicação é a primeira de uma coletânea de estudos e antologias da professora, que será lançada pela editora Casa da Palavra.

 

A editora do livro, Ana Cecília Impellizieri Martins, ressalta o conhecimento e a vivacidade de Dona Cléo. “O que é maravilhoso é que a gente sabe os primeiros livros, mas não sabemos onde isso vai acabar, porque o conhecimento da professora é ilimitado. Quando ela recebeu esse exemplar, fez uma ligação que emocionou a equipe toda da Casa da Palavra. Ela ligou e falou: ‘Eu recebi o livro, está maravilhoso! Vocês não sabem qual a emoção de começar um projeto novo aos 95 anos.’ Eu acho que isso expressa essa vivacidade do conhecimento da Cleonice.”

 

Mais de 200 convidados foram prestigiar Dona Cléo no lançamento, entre familiares, acadêmicos, amigos e ex-alunos. A professora Helena Godoy foi aluna de Cleonice em 1957. Para ela, a Dona Cléo serve de inspiração para todos os professores. “Eu fui aluna dela na PUC e me apaixonei desde que a conheci. Ela mantém isso aos 95 anos, não mudou nada, o entusiasmo é o mesmo”, garante. Dona Cléo foi surpreendida pela artista plástica Anna Bella Geiger, que levou ao lançamento anotações em ficha sobre Gil Vicente, de 1953, período em que era aluna de Cleonice. “Ela me dedicou escrevendo: para minha amiga Anna Bella, com saudade de um tempo em que trabalhávamos lado a lado. Muito lindo”, contou Anna Bella.

Fonte: (Site http://jornaldapuc.vrc.puc-rio.br)

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *