Caetano Veloso: 70 anos de poesia e ousadia

Cantor baiano completa sete décadas de vida

Ele começou elogiando A Tua Presença Morena, trouxe A Luz de Tieta, e disse gostar de ver O leãozinho. Foi paraSampaLondon, London, e chegou à Linha do Equador em um Domingo no Parque. Mostrou seu Coração vagabundo, uma Força estranhaAlegria, Alegria e a Beleza pura. Chamou de BabyMeu Bem, Meu MalMenino do Rio. Disse que Você é linda, mas também que Você Não Entende Nada.  Sob o signo da ousadia, Caetano Veloso saiu fazendo história, e compartilhando as suas.

Caetano Emanuel Viana Telles Veloso chega hoje aos 70 anos com fôlego para continuar indo além. Após cantar em bares e conhecer a bossa de João Gilberto e seus parceiros Gal Costa, Gilberto Gil e Tom Zé, o cantor saiu da Bahia em 65, rumo ao Rio, com sua irmã Maria Bethânia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda na decáda de 60, Caê participou do Festival Nacional da Música Popular e de algumas edições do Festival de MPB. Ganhou prêmios e reconhecimento. Em 1968, organizou um movimento de ruptura cultural consagrado como Tropicalismo, corrente de vanguarda com inovações artísticas e comportamentais.

Caetano fez ainda parcerias com os principais nomes da história da música nacional. E ao ser eliminado do Festival Internacional da Canção, com Proibido Proibir, gritou aos presentes “Vocês não estão entendendo nada!”. A ousadia sempre foi sua marca, e não por acaso, suas ideias revolucionárias não foram bem entendidas. Em meio ao ambiente de ditadura militar da época, Caetano e Gil foram presos e acusados de desrespeitar o hino nacional e a bandeira brasileira. Soltos em 69, seguiram para Salvador e depois para Londres.

De volta em 72, retomou seu caminho musical tupiniquim e criou, em 76, com Gal, Gil e Bethânia, o grupo Doces Bárbaros. Não satisfeito, aventurou-se como ator, diretor, escritor e continuou levantando suas bandeiras, com ousadia e atitude. Seguiu pelos anos 80, lançou aclamados discos, como Totalmente demaisEstrangeiro Velô .

Os anos 90 e 2000 mostraram um artista mais pop, romântico, saudoso, mesmo que não fosse aceito totalmente pelo público. Indicado ao Grammy Latino, canta no Oscar em 2003 e firma-se como importante artista latino-americano. Viaja pelo rock em , de 2006, lança o blog e projeto Obra em Progresso, de muito sucesso, e chega em 2012 aos seus 47 anos de carreira.

Ao longo de sua aventura musical, Veloso cantou as mulheres, os homens, as diferenças, as semelhanças, as ideias de uma geração, a religião, o amor. Importante capítulo da MPB, ele continua seguindo por aí, sem lenço, sem documento. (Pedro Rocha)

Fonte: Jornal do Brasil

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *